Início - “De Quase R$ 5 Milhões Recebidos, a Prefeitura Gastou Até Agora R$ 227 Mil”, Diz Beck

“De Quase R$ 5 Milhões Recebidos, a Prefeitura Gastou Até Agora R$ 227 Mil”, Diz Beck

Divulgação

“De quase R$ 5 milhões recebidos do governo Estadual, do Governo Federal e da Câmara de Catanduva, a prefeitura gastou, pagou até agora R$ 227 mil”, afirmou o vereador André Beck, na noite de terça-feira, durante sessão ordinária da Câmara.
O parlamentar apresentou na Tribuna durante o pinga-fogo, as planilhas divulgadas pela administração no Portal Transparência – todas as despesas e receitas para a Covid-19 devem ser atualizadas de forma imediata, conforme determina o Tribunal de Contas. “Ali constam as receitas referentes aos repasses das verbas estaduais e federais exclusivamente para a Covid-19. Total do valor repassado até esta data (terça-feira) R$ 4.246.754,97. E nesses valores não estão incluídos os R$ 500 mil da Câmara destinado para a compra de cestas básicas. Somado ao que a Câmara antecipou são quase R$ 5 milhões repassados pelos Governos Federal e Estadual e pela Câmara, dinheiro que está em caixa, na conta da prefeitura”, disse.
Beck apresentou ainda as planilhas de despesas da Covid-19. “Em outro arquivo, o valor empenhado total, que apresenta o que já se encontra contratado pela prefeitura no valor de R$ 846.877,75 . São máscaras, luvas, cestas básicas para serem entregues nos próximos meses”.
“E valor efetivamente pago até o momento desde abril até esta data: R$ 227.082,75.
De quase 5 milhões recebidos, a prefeitura gastou até agora, pagou apenas R$ 227 mil.
Veja a desproporção do que foi recebido e do que foi investido no combate ao coronavírus. E ainda fala que não tem dinheiro para fazer investimento para testes, para pedágios para medir a temperatura, teste rápido. A Câmara antecipou R$ 500 mil e nem sequer gastou ainda”, disse o parlamentar.
Beck também comentou sobre a negativa da prefeitura em realizar testes nos servidores municipais. “É uma pena que Catanduva venha sofrendo com coronavírus e não vê a prefeitura fazer investimento que está em conta. Deixando pessoas morrerem. Quem tem contato com paciente positivo é obrigatório fazer exame. Pessoal do pátio teve contato com paciente que faleceu e ainda fica questionando, fica esperando sintoma. O governo do Estado já falou que pode fazer quando assintomático, se teve contato com pessoa que estava enferma. Antes de liberar recursos temos de analisar o que tem sido feito, aliás o que não tem sido feito”.

Karla Konda
Editora Chefe

%d blogueiros gostam disto: