Cidades

Cuidados Com Os Animais Domésticos Durante O Inverno

Durante o inverno, os animais sentem as mudanças causadas pela queda de temperatura e da diminuição na umidade. Sem os cuidados necessários, cães e gatos podem desenvolver doenças respiratórias, osteoarticulares e oculares, entre outras. A melhor forma de evitar essas doenças é protegendo os animais do frio.
Os animais devem ser protegidos do vento e da chuva. Por isso, casinhas, cobertas e roupas são itens essenciais nesse período. Entre as raças que mais sentem frio, estão os cães magros e de pelo curto, como o pinscher e o tekel. Já os cães que apresentam várias camadas de pelo e subpelo, como o chow chow e o São Bernardo, podem não precisar de roupas dentro de casa, mas ainda é importante que tenham cobertores e abrigos à sua disposição. Na hora dos passeios, além de vestir os animais, é recomendado que se dê preferência a locais que não sejam expostos ao vento e a chuva e que os tutores prefiram sair em períodos do dia em que a temperatura esteja mais amena.
O veterinário José Eliberto relata que é comum, em dias frios, que os animais apresentem aumento de apetite e passem a comer mais. A recomendação é ficar de olho nas refeições do animal e, se for o caso, dosar a quantidade. “A ingestão de ração industrializada em excesso pode levar ao aumento de peso de forma rápida, é preciso ficar atento a isso, relata o veterinário.”
A gatinha de uma moradora de Catanduva, que estava no consultório veterinário apresentou problemas de coriza e espirros. “Fiquei assustada quando minha gatinha começou a espirrar, aí notei que nariz dela estava quente e com coriza, então, trouxe ela imediatamente ao veterinário”. O ocorrido com a gatinha desta moradora deixa um alerta, se perceber qualquer alteração no seu animalzinho, leve-o imediatamente a o veterinário.

André Santos
Da Reportagem Local