Cidades

Correios Já Recebem Cartinhas da Campanha Papai Noel

PRESENTES são entregues pelos funcionários dos Correios de forma voluntária (Divulgação)
Assine O Regional Online

Os Correios já estão recebendo as cartinhas da Campanha Papai Noel. A campanha teve início no dia 10 de novembro e segue até o dia 8 de dezembro. Os padrinhos poderão adotar as cartinhas e entregar os presentes nas agências dos Correios até o dia 15 de dezembro.
Em 2016, a campanha Papai Noel dos Correios em Catanduva recebeu 693 cartinhas e quase 74% foram adotadas, ou seja, 693 crianças receberam seus tão sonhados presentes de Natal.
A entrega dos presentes é realizada pelos próprios funcionários caracterizados ou não de Papai Noel que fazem a entrega de forma voluntária.
Para participar da campanha, a criança tem que escrever a cartinha de forma manuscrita e fazer pedidos, preferencialmente, de brinquedos, material escolar, roupas, dentre outros.
“Outros itens solicitados poderão ser avaliados, sendo as cartas submetidas ao possível apadrinhamento. Os pedidos de alimentos ou cestas básicas serão desclassificados”, ressalta os Correios.
O objetivo principal da ação é responder às cartas das crianças que escrevem ao bom velhinho e, sempre que possível, atender aos pedidos de presentes daquelas que se encontram em situação de vulnerabilidade social.
Durante a cerimônia de lançamento da campanha, em São Paulo, no último dia 10, também aconteceu o lançamento dos tradicionais selos de Natal.
A campanha teve início pelos próprios empregados dos Correios e já conta com 28 anos de tradição e é hoje uma das maiores campanhas natalinas e uma das principais ações de responsabilidade social do país.
No Brasil, nos últimos três anos já foram recebidas mais de 2,5 milhões de cartas destinadas ao Papai Noel. Deste total, 261,4 mil foram recebidas nas agências do interior de São Paulo e das quais 177,2 mil foram adotadas.
Conforme informações da assessoria de imprensa dos Correios, A campanha contempla, além das cartas das crianças da sociedade que escrevem diretamente ao Papai Noel, também aquelas de estudantes das escolas da rede pública (até o 5º ano do ensino fundamental) e de instituições parceiras, como creches, abrigos, orfanatos e núcleos socioeducativos.
“Desde 2010, os Correios estabeleceram essas parcerias a fim de trabalhar ações como o desenvolvimento da habilidade da redação de carta, o endereçamento correto e o uso do CEP”, informa o setor.

COMO FUNCIONA
“A adoção na campanha é feita da mesma maneira em todo o Brasil: as cartas enviadas pelas crianças são lidas e selecionadas. Em seguida, são disponibilizadas na casa do Papai Noel ou em outras unidades da empresa. Os Correios não entregam cartas para adoção diretamente à população, em suas residências. As cartas do Papai Noel dos Correios ficam disponíveis apenas nos locais indicados pela empresa”, diz o setor.
Os presentes devem ser levados até a agência dos Correios e o endereço da criança não é informado ao padrinho.
Como regra para participar da campanha, os padrinhos não podem saber quem é a criança que pediu o presente e nem onde ela mora.
Em 2015, foram cadastradas 935 cartas e 708 foram adotadas.

Karla Sibro
Da Reportagem Local