Cidades

Com Bandeira Vermelha, Conta de Energia em Julho Ficará Mais Cara

Aneel diz que a bandeira tarifária não deve ser encarada como um custo extra (Divulgação)
Assine

Com bandeira vermelha, a conta de energia em julho ficará mais cara. Esse é o segundo mês consecutivo em que cobrança será extra de R$ 5 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos. O patamar desse mês será 2.
Conforme informações da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) a cobrança extra será por conta da falta de chuvas neste ano. Maio e junho tiveram seca recorde e por conta disso, a base de cobrança mais cara será pela “manutenção das condições hidrológicas desfavoráveis e a tendência de redução no nível de armazenamento dos principais reservatórios do Sistema Interligado Nacional”, informa.
Os quatro primeiros meses do ano tiveram como bandeira tarifária, a cor verde, que não resultava em valor mais alto na conta de luz. O motivo é que com essa cor, não há mudança no patamar de cobrança. A partir de maio, até mesmo por conta dos meses menos chuvosos, a bandeira foi amarela, só que com um adicional de R$ 1 na conta de energia dos consumidores a cada 100 kWh consumidos.
A Aneel diz que a bandeira tarifária não deve ser encarada como um custo extra na conta de luz.
“É uma forma diferente de apresentar um valor que já está na conta de energia, mas que geralmente passa despercebido. As bandeiras sinalizam, mês a mês, o custo de geração da energia elétrica que será cobrada dos consumidores. Não existe, portanto, um novo custo, mas um sinal de preço que sinaliza para o consumidor o custo real da geração no momento em que ele está consumindo a energia, dando a oportunidade de adaptar seu consumo, se assim desejar”, informa.
Sistemas de cobrança
O sistema de cobrança com as bandeiras tarifárias foi criado, conforme aponta a Aneel, para mostrar para os consumidores, o real valor da geração de energia elétrica.
O uso das cores (verde, amarela, vermelha 1 e 2) está diretamente relacionado ao custo da geração de energia elétrica. O patamar 1 aponta que o adicional na conta de luz é de R$ 3 a cada 100 kWh. Enquanto que o 2 tem valor extra que sobe para R$ 5,00.

Cíntia Souza
Da Reportagem Local