Cidades

Clubes Do Rotary De Catanduva Promovem Campanha ‘Hepatite Zero’

Os três clubes de Rotary de Catanduva (o do Centro, Norte e 14 de Abril), além do Rotaract Club, em concordância com todos os Clubes de Rotary do mundo, estarão promovendo na próxima semana, de 22 a 28 de julho, a campanha ‘Hepatite Zero – Projeto Mundial de Erradicação’, na Pérgola da Praça da República.
Trata-se de um projeto humanitário do Rotary Internacional que tem, como meta principal, erradicar a hepatite do mundo num prazo de 15 a 20 anos. Esta será a primeira de uma série de atividades para que o Rotary, que já praticamente erradicou a poliomielite do mundo, possa alcançar este novo objetivo.
Na Cidade Feitiço, o Rotary fornecerá e realizará, gratuitamente, 500 testes de Hepatite C, cujos resultados são praticamente instantâneos. A ação ocorrerá em parceria com o curso de enfermagem da FPA – Fundação Padre Albino, que irá disponibilizar profissionais da área da saúde para acompanhar os trabalhos.
Em reunião realizada com a presença do Presidente Fernando Stocco (do Rotary 14 de abril), Moacir Bérgamo (Rotary Catanduva Centro) e Gleison Begalli (Rotary Norte), além de outros da área, ficou definido que ação ocorrerá na Pérgola da Praça da República, em dias e horários diferentes: segunda-feira, das 12h30min às 16h00; terça-feira a sexta, das 10h00 às 16h00; sábado, das 09h00 às 13h00, e no domingo, último dia da ação, ainda não há horário e local definido.
“Atualmente existem mais de meio bilhão de portadores das Hepatites B e C no mundo e, segundo a Organização Mundial de Saúde, as hepatites virais são um dos maiores problemas mundiais de saúde e matam duas vezes mais do que a AIDS, por exemplo. O nosso desafio é de diagnosticar a presença do vírus e conter a doença antes de ocorrerem os danos que ela acarreta ao fígado. Mais de 80% dos casos mais graves de doenças do fígado, como a cirrose, o câncer e os transplantes de fígado são provenientes das Hepatites B e C, entretanto, apenas 5% dos portadores de hepatites estão diagnosticados. É essencial saber que a Hepatite é uma doença assintomática, silenciosa e que mata. Mas se diagnosticada precocemente, tem cura e, com a chegada de novos medicamentos ao mercado, a cura pode ser de 100%”, diz a nota oficial do Rotary a respeito da ação. Em caso de resultado positivo durante a realização dos exames, os pacientes diagnosticados serão encaminhados à rede de saúde para que sejam realizados novos testes e iniciado o tratamento adequado.

Da Reportagem Local