Início - Catanduvenses São Campeões de Xadrez em Araçatuba
Cidades

Catanduvenses São Campeões de Xadrez em Araçatuba

A 2ª Etapa da Superliga de Xadrez 2019 aconteceu no último sábado, dia 25 de maio, no Ginásio de Esportes “Plácido Rocha”, em Araçatuba. Além da cidade sede, estiveram presentes atletas de: Bauru, Birigui, Catanduva, Mirassol, Presidente Prudente, Santa Fé do Sul, Santo Antônio do Aracanguá, São José do Rio Preto e Três Fronteiras, totalizando 121 enxadristas. A delegação catanduvense participou com 37 representantes. Após seis rodadas de disputa, o time da Cidade Feitiço retornou com seis títulos e três vice-campeonatos pra casa. No torneio 1, para jogadores abaixo de 13 anos, Catanduva teve como vencedores Diogo Graciano (Lar da Criança/Projeto Viva-Flor) e Isaac Manoel Morrison Silva (Lar da Criança/Projeto Viva-Flor). Diogo foi campeão com 100% de aproveitamento na categoria sub-12 anos masculino, e Isaac ficou com o vice-campeonato na mesma categoria, cedendo apenas um empate e vencendo suas demais partidas. Também ficaram com o título as catanduvenses Amanda Carolina Custódio de Santi (Sub-08 feminino, do Colégio Jesus Adolescente), Vinícius Leite da Silva (Sub-08 masculino, do Projeto ABC do Saber) e Kery Apuk dos Santos Ribeiro (Sub-10 feminino, também ABC do Saber).
Já no torneio 2, para jogadores acima de 12 anos, o destaque foi para o professor Iago Alves, do CXC – Clube de Xadrez de Catanduva, que terminou a prova invicto com quatro vitórias e dois empates, sendo um dos empates anotado contra o MF – Mestre da Federação Internacional de Xadrez e campeão geral da prova, o araçatubense Renato Andrade Santos.
Vágner Gabriel dos Santos (CXC) e Breno D’alkmin Pereira da Silva (Colégio Nossa Senhora do Calvário) também trouxeram um bom resultado: cada um somou 5 pontos em 6 possíveis para se posicionar entre os melhores em suas respectivas categorias. Vágner foi o 6º melhor colocado na categoria Livre, a mais concorrida do torneio; e Breno, de 11 anos, foi o campeão na categoria sub-14 masculino. Já entre as meninas, destaque para a dobradinha catanduvense no sub-14, com Maria Eduarda Venerando (campeã, EMEF Waldemar) e Etyhene Machado (vice, Paróquia Imaculada Conceição).
Ao final do evento, somou-se a quantidade de 35 quilos de alimentos não-perecíveis arrecadados dos participantes. Eles foram encaminhados ao Fundo Social de Solidariedade de Araçatuba.
O presidente de honra do Clube de Xadrez, o doutor Antônio Celidôneo Ruette, observa que “o xadrez é, acima de tudo, uma prática saudável, estimulante do ponto de vista intelectual e que muito contribuiu para o desenvolvimento de seus praticantes, além de poder unir num mesmo ambiente, jogadores de cinco a 95 anos.”.

Da Reportagem Local