Cidades

Catanduvenses Apostam Na Produção De Mudas e Sementes Em Casa

Catanduvense possui área no quintal para criação de mudas e sementes (Arquivo Pessoal)

Hoje (21) é comemorado o Dia da Árvore. Pode parecer bobagem, mas as áreas verdes na zona urbana são essenciais para a saúde dos cidadãos. Quem possui árvores ou mudas em casa pode sentir-se privilegiado. Nossa reportagem conversou com uma catanduvense que aposta na criação de mudas e sementes, não somente por “hobby”, mas também pela garantia de alimentos saudáveis na mesa.
“Há três anos utilizo o quintal da minha casa para plantar uma variedade. Tenho sementes de brócolis, agrião, quiabo, abacaxi, alface, tomate, coentro, couve, duas variedades de hortelã, pimenta malagueta, salsa, espinafre, mamão papaia, cebolinha, rúcula, almeirão, maracujá azedo, rabanete, mandioca, laranja e acerola. Quando me perguntam o que planto, as pessoas até assustam pela variedade e pensam que resido em um sítio, mas é um quintal comum, assim como coração de mãe, sempre tem espaço para mais uma muda”, contou Tatiana Virginia Trajano.
A catanduvense revelou que cultiva as sementes para que, quando elas germinem, sejam colocadas na mesa como refeição. “Para mim, poder acompanhar cada etapa desde a germinação, ver florescer e dar frutos é muito gratificante. Quando se trata de alimentos é melhor ainda, pois você sabe o que está colocando no prato da sua família, a procedência, os cuidados que foram tomados, sem a utilização de agrotóxicos e o principal: saber que foram cultivados com amor, carinho e paciência”, disse.
Apesar de embelezarem a cidade, as árvores são essenciais para a boa saúde. Especialistas defendem a ideia de que quem vive em ambientes arborizados têm menos queixas de saúde e melhor status mental do que pessoas que moram em locais não arborizados. O motivo é que as áreas verdes diminuem a poluição, ao reter as partículas do ar; diminuem a temperatura local, propiciando maior conforto térmico; contribuem para diminuir as enchentes e podem ser barreiras contra os ruídos.
Em entrevista ao Jornal O Regional, a chefe da Divisão de Proteção Ambiental, Karen Morandin, falou sobre a importância da arborização em Catanduva. “Nosso município está localizado numa região de clima quente. Neste sentido, as árvores desempenham funções vitais como: diminuição de até 2 graus da temperatura, aumento da umidade do ar, controle de erosão e manutenção da biodiversidade, dentre outros. Alguns estudos citam ainda benefícios indiretos, até mesmo o menor custo de reparos no asfalto em áreas sombreadas por árvores, diminuição da poluição sonora e atração da fauna”, cita a especialista.
“Posso afirmar que as árvores são essenciais, pois desde que dediquei uma parte do meu quintal as mudas, não tive problemas respiratórios e fui privilegiada com uma sombra maravilhosa. Deveríamos plantar mais árvores, não só plantar, mas cuidar das que já estão plantadas”, afirmou Trajano.
Apesar do grande benefício que trazem, a falta de informação pode trazer prejuízos à flora da região. “A maioria dos problemas causados por árvores vem da negligência, da falta de planejamento, de conhecimento e de generosidade dos cidadãos. Muitos prejuízos poderiam ser evitados se esse assunto fosse encarado com seriedade, como a conscientização das pessoas em entender que a árvore é um ser vivo, e que muitas ações de forma errôneas prejudicam esse desenvolvimento na cidade. As pessoas querem árvores que não caem folhas, porém não sabem que essas folhas servem para adubos, ou seja, o resíduo que ela gera dá para ser reaproveitado, assim como as podas executadas com equipamentos errados, impedindo o desenvolvimento da árvore”, explica Morandin.
A especialista explica ainda que o cidadão que estiver interessado em realizar um plantio em determinado local deve procurar a Secretaria de Meio Ambiente: “Para que uma espécie seja plantada é necessário o estudo da área, a verificação do tipo de espécie adequado ao local, e orientações para o sucesso e desenvolvimento da espécie. Ter árvores ao nosso redor torna a vida mais agradável”, finalizou.

DIA DA ÁRVORE
O Dia da árvore é comemorado no dia 21 de setembro. Esta data foi escolhida por anteceder o início da Primavera no hemisfério sul, que dependendo do ano pode ocorrer entre os dias 22 e 23 de setembro. O objetivo maior é promover a importância da preservação das árvores e das florestas, incentivando a proteção do meio ambiente com atitudes que trazem benefícios à natureza.
Estimular a reflexão sobre as consequências do desmatamento e da expansão da poluição é uma boa forma de comemorar o Dia da Árvore. Você pode plantar uma muda, revitalizar algum jardim que não esteja bem cuidado, conhecer as áreas verdes da sua cidade ou ajudar entidades que promovam a preservação da natureza. É importante também haver conscientização a respeito da importância da conservação, bem como da necessidade de criação de políticas públicas que combatam a exploração ilegal de árvores. Qualquer atitude como essas, é uma forma de propagar a importância dessa riqueza natural.

Da Reportagem Local

Adicionar comentário

Clique aqui para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.