Início - Catanduva Tem 5 Mil Contribuintes Que Ainda Não Declararam o IR

Catanduva Tem 5 Mil Contribuintes Que Ainda Não Declararam o IR

SÃO PAULO, SP - 26.04.2017: ENTREGA DO IR 2017 TERMINA DIA 28 - O prazo para entrega do Imposto de Renda para Pessoa Física (IRPF) 2017, termina na próxima sexta-feira (28). A multa para quem não entregar o IR no prazo será de, no mínimo, R$ R$ 165,74 podendo chegar até 20% do imposto devido. (Foto: Eliane Neves /Fotoarena/Folhapress) ORG XMIT: 1308034

Catanduva tem mais de 5 mil contribuintes que ainda não declararam o Imposto de Renda. Dos 26.107 documentos esperados, 20.965 foram entregues até a meia-noite do último domingo. A informação é da Receita Federal. Hoje (30) é o último dia para realizar a entrega da declaração e ficar em dia com o Leão.
A nível nacional, cerca de 5,3 milhões de brasileiros ainda não declararam até as 17 horas de ontem (29). Até esse horário, a Receita Federal havia recebido 25.231.608 declarações do Imposto de Renda, o que corresponde a 82,7% do esperado para este ano.
Desde o dia 7 de março era possível realizar a declaração. A expectativa é de que 30,5 milhões de declarações seja entregues neste ano. Para quem não sabe, a declaração pode ser feita de três formas – pelo computador, por celular ou tablete ou por meio do Centro Virtual de Atendimento (e-CAC). Pelo computador é usado o Programa Gerador da Declaração, que está disponível no site da Receita Federal.
Deve apresentar a declaração anual aquele que, no ano passado, recebeu rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste na declaração, cuja soma foi superior a R$ 28.559,70 e, em relação à atividade rural, obteve receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50.
O contribuinte que efetuou doações, inclusive em favor de partidos políticos e candidatos a cargos eletivos, poderá utilizar, além do Programa Gerador da Declaração (PGD) IRPF2019, o serviço “Meu Imposto de Renda”.
Também estão obrigadas a apresentar a declaração aquelas pessoas físicas residentes no Brasil que em 2018 receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40 mil.
Ou que obtiveram, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas. Também deve declarar aqueles que pretendam compensar, no ano-calendário de 2018 ou posteriores, prejuízos com a atividade rural de anos-calendário anteriores ou do próprio ano-calendário de 2018.
A obrigatoriedade também é necessária para quem em 31 de dezembro teve a posse ou a propriedade de bens ou direitos no valor acima de R$ 300 mil. Ou que passaram à condição de residentes no Brasil em qualquer mês e nessa condição encontravam-se em 31 de dezembro, ou que optaram pela isenção do Imposto sobre a Renda incidente sobre o ganho de capital auferido na venda de imóveis residenciais, cujo produto da venda seja aplicado na aquisição de imóveis residenciais localizados no País, no prazo de 180 (cento e oitenta) dias contado da celebração do contrato de venda, nos termos do art. 39 da Lei nº 11.196, de 21 de novembro de 2005.

Cíntia Souza
Da Reportagem Local