Início - Catanduva Registra Uma Morte Por Acidente em Março
Cidades

Catanduva Registra Uma Morte Por Acidente em Março

Motociclista morreu por conta da batida da moto na traseira do caminhão (Divulgação)

Catanduva registrou uma morte por acidente em março. Com o resultado, a Cidade Feitiço contabiliza três óbitos no trânsito, de acordo com o sistema do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito (Infosiga).
A reportagem de O Regional acompanhou o caso. A vítima era um motociclista que morreu depois de bater o veículo que pilotava na traseira de um caminhão que estava estacionado. O acidente foi registrado na avenida Dona Engrácia.

[ms-protect-content id=“802936”, “801852″, “802036”, “802037″, “803051”, “803052″]

Registros da Polícia Militar da data mostram que equipes realizavam patrulhamento de rotina pelo bairro quando encontraram a vítima, de 41 anos, caída no chão, sem vida.
Ainda de acordo com os relatos, os policiais encontraram duas mulheres que teriam presenciado o acidente. Na data a conclusão foi de que o motociclista morreu por conta da batida da moto na traseira do caminhão. A Polícia Científica esteve no local e as possíveis causas do acidente serão investigadas pela Polícia Civil.
O número do acumulado dos últimos três meses é 50% menor do que o visto no mesmo período do ano passado. Na época, eram seis registros, três deles só em março, o que corresponde a duas vítimas de acidentes a mais do que neste ano.
Os dados de Catanduva seguem a tendência da região de São José do Rio Preto. No mês passado foram 18 mortes no trânsito, sendo que em março de 2017 foram 31 registros, o que corresponde a uma queda de 42%.
“Há ainda muito trabalho a fazer, mas os índices já são resultado de uma maior mobilização de toda sociedade. Somente a união de esforços pode tornar nosso trânsito mais humano e seguro”, disse a coordenadora do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, Silvia Lisboa.
No Estado de São Paulo, as mortes por acidentes de trânsito registraram queda de 7,1%. Foram de 1.298 registros nos três primeiros meses de 2017, para 1.206 neste ano. Só em março foram 445 óbitos contra os 473 do mesmo período do ano passado (queda de 5,9%).
Nas ruas e avenidas, a redução foi mais acentuada. O motivo é que foram 581 óbitos no primeiro trimestre, uma redução de 11,4% (656 casos em 2017). Já nas rodovias que cortam o Estado, foram registradas 512 fatalidades, redução de 3,6% (531 casos no mesmo período do ano passado).

Cíntia Souza
Da Reportagem Local

https://oregional.com.br/wp-content/uploads/2018/04/20abr-cintia-morte-transito.mp3?_=1 [/ms-protect-content]