Início - Catanduva perde para região em ranking de eficiência
Cidades

Catanduva perde para região em ranking de eficiência

É o que aponta uma ferramenta inédita lançada. O objetivo é o de mostrar neste ano eleitoral quais prefeituras entregaram mais serviços básicos
Cíntia Souza
Da Reportagem Local

Catanduva perde para cidades menores da região no Ranking de Eficiência Municipal. Cinco municípios  se destacaram mais do que Catanduva. É o que aponta uma ferramenta inédita lançada pela Folha de S. Paulo em conjunto com o Datafolha e divulgado no último fim de semana. O objetivo é o de mostrar neste ano eleitoral quais prefeituras entregaram mais serviços básicos à população, usando menor volume de recursos financeiros.  O ranking leva em consideração indicadores de saúde, de educação e de saneamento. No total, 5.281 cidades fazem parte do levantamento.
Apesar de eficiente, Catanduva ocupa o 219º lugar na lista, com média de 0,562. A cidade tem 0,701 em educação, 0,482 em saúde, 0,982 em saneamento e 0,191 em receita. Com relação às finanças, a cidade em 2013 tinha uma receita total de R$ 362,2 milhões, ou seja R$ 3.065 por habitante e  transferência pública de 50% da receita. Das despesas totais que foram pagas, 27% foi para a educação, 17% para a saúde e 3% para o legislativo.   
A cidade da região com melhor resultado no ranking é Novais. A cidade ocupa a 77ª posição no ranking. A média na cidade é de 0,588. A cidade tem 0,695 em educação, 0,594 em saúde, 0,902 em saneamento e 0,184 em receita. A receita total em 2013 chegava a R$ 15,1 milhões, enquanto que por habitante era de R$ 2.969. A transferência pública foi de 95% da receita. Com relação às despesas pagas, foram 39% para a educação, 17% para a saúde  e 4% para o legislativo.  
Irapuã é a segunda com melhor posição. A cidade está em 164º lugar no ranking, com média de 0,571.  Foram 0,682 em educação, 0,519 em saúde, 0,888 em saneamento e 0,154 em receita. A receita total em 2013 foi de R$ 19,5 milhões, por habitante foi de R$ 2.551. A transferência pública foi de 88% da receita. Na educação foram 31%, saúde foram 30% e legislativo 5% do total da despesa paga.  
Em terceiro na região está Urupês, ocupando o 198º lugar, com 0,566 de média. Em educação foram 0,604, na saúde 0,567, no saneamento 0,905 e na receita 0,148. A receita total em 2013 foi de R$ 32,9 milhões, e R$ 2.470 por habitante. A transferência pública da receita foi de 81%. 35 para a educação, 23% na saúde e 2% no legislativo.
Já em quarto está Pindorama, que está na 169º posição. A média foi de 0,570. Em educação foram 0,593, saúde 0,568, saneamento 0,937 e receita 0,144. A receita total de 2013 foi de R$ 38,7 milhões. R$ 2.417 por habitante e 78% de transferência pública da receita. Da despesa total paga, 35% foi para a educação, 30% para a saúde e 3% para o legislativo. 
Em quinto está Palmares Paulista, ocupando o 209º lugar. A cidade tem 0,564 de média. Em educação a média foi de 0,505, em saúde 0,563, em saneamento 0,971 e em receita 0,101. A receita total em 2013 chegou a R$ 21,8 milhões. A receita por habitante foi de R$ 1.834 e a transferência pública foi de 90% da receita. Com relação a despesa total paga, 41% foi para a educação, 24% para a saúde, e 3% para o legislativo.