Cidades

Catanduva Fica Fora da Lista dos Maiores Produtores do Agronegócio

Assine

Catanduva ficou fora da lista dos maiores produtores do agronegócio do Brasil. É o que mostram dados divulgados nesta semana pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Da região, Barretos foi a única que apareceu no ranking top 100. A cidade ocupa a 86ª posição, com crescimento de 8,41% entre os anos de 2014 e 2016.

O ranking tem como base dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) referentes ao Produto Interno Bruto (PIB) municipal de mais de 5 mil cidades que tem forte crescimento nas principais regiões agrícolas. “Levantamento com base no valor nominal do PIB de 2016 revelou que 82% dos municípios brasileiros classificados como os maiores produtores do agro tiveram crescimento nominal superior à taxa anual do PIB do país, que foi de 4,4 % entre 2014 e 2016. Quando isolados os 100 maiores produtores agrícolas, o crescimento médio foi de 9,81%, no período. Esses municípios respondem por 7,2% do PIB do país, e por 27,5% do Valor Bruto da Produção (VBP Lavouras)”, informa o MAPA.

O levantamento, de acordo com o coordenador-geral de Estudos e Análises da Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, José Garcia Gasques, combina as informações do PIB Municipal com as da Produção Agrícola Municipal (PAM), referentes às lavouras permanentes e temporárias em 2017. “Trabalho semelhante a este, foi feito em 2016, quando verificou-se que as regiões produtoras agrícolas cresceram entre 2010 e 2013, o dobro da média do país”, lembrou Gasques.

Em primeiro lugar ficou Sorriso (MT) com PIB de R$ 5 bilhões e uma taxa de crescimento de 12,7%. Em segundo ficou Sapezal (MT) com R$ 2 bilhões de PIB e taxa de crescimento de 22%. Em terceiro ficou São Desidério (BA) com R$ 1,4 bilhão e taxa de crescimento em queda de 23%. No último lugar do ranking está Buritis (MG) com R$ 668 milhões e taxa de crescimento em 9,17%. Na sequência está São Borja (RS) com R$ 1,6 bilhão e taxa de crescimento de 5% e em terceiro Alegrete (RS) com R$ 1,8 bilhão e taxa de crescimento em 5,3%.

Cíntia Souza
Da Reportagem Local

Assine O Regional

Digital Mensal
R$21,30 / mês
  • Acesso total
  • Computador, Celular ou Tablet
Digital + Impresso(Sáb e Dom)
R$44,60 / mês
  • Acesso total
  • Computador, Celular ou Tablet
  • Jornal impresso aos sábados e domingos
Digital + Impresso (Ter a Dom)
R$70,50 / mês
  • Acesso Total
  • Computador, Celular ou Tablet
  • Jornal Impresso de terça a domingo
Digital Anual
R$189,40 / ano
  • Acesso Total
  • Computador, Celular ou Tablet
Digital Anual + ImpressoTerça a Domingo
R$614,10 / ano
  • Acesso Total
  • Computador, Celular ou Tablet
  • Jornal Impresso de terça a domingo