Início - Catanduva Fecha 178 Vagas de Emprego Formal em Um Mês

Catanduva Fecha 178 Vagas de Emprego Formal em Um Mês

Reinaldo canato /veja.com

Catanduva fechou 178 vagas de emprego formal em um único mês. Dados do novo Cadastro de Empregados e Desempregados (Caged) mostra saldo negativo durante os 31 dias de maio e foi divulgado ontem pelo Ministério da Economia.
Enquanto a cidade admitiu 741 novos funcionários, demitiu outros 919.
Apesar do saldo negativo em contratações, houve uma leve recuperação entre os meses de abril e maio deste ano.
No acumulado do ano, a cidade ainda tem saldo positivo de contratações – 111. Enquanto 6.592 trabalhadores assinaram a carteira de trabalho, outros 6.481 tiveram seus registros cancelados. No mês passado, Catanduva teve o pior índice de empregos criados dos últimos 15 anos para o período. Foram 654 demissões a mais do que contratações em abril.
Situação não é vivida somente em Catanduva. O Caged mostra que o Brasil fechou 331.901 postos de trabalho com carteira assinada em maio. Foi o pior desempenho para o mês desde o início da série histórica, em 2010. Em relação a abril (-902.841 vagas), o número melhorou. Com o resultado de maio, o corte de vagas acumulado em 2020 soma 1.144.875, o pior desempenho para o período também desde 2010.
As cinco regiões do país perderam vagas com carteira assinada no quinto mês do ano. Proporcionalmente, o pior resultado foi registrado no Sul, com redução de 1,1% — ou -78.667 postos de trabalho. No Sudeste, foram fechadas 180.466 vagas com carteira assinada (-0,92%). Na sequência, vêm Nordeste (-0,82%, -50.272 empregos), Norte (-0,58%, -10.151 empregos) e Centro-Oeste (-0,39%, -12.580 empregos). Dos 27 estados, apenas o Acre abriu vagas em maio: foram 1.127 novos empregos. Entre os estados com piores resultados estão Rio Grande do Sul (-32.106 empregos), Rio de Janeiro (-35.959 empregos), São Paulo (-103.985 empregos) e Minas Gerais (-33.695 empregos).

Karla Konda
Editora Chefe

%d blogueiros gostam disto: