Cidades

A Cada Hora, Quatro Mulheres Buscam Exames Preventivos

As atividades também incluíam um espaço para conhecimentos (Divulgação Prefeitura)
Assine O Regional Online

A cada hora, quatro mulheres buscam exames preventivos em Catanduva. É o que aponta levantamento de O Regional que leva em consideração dados da Secretaria Municipal de Saúde. No total, foram 498 mamografias e 721 procedimentos de Papanicolau. A média é de 39 mulheres atendidas por dia das 8 às 18 horas na cidade.
O levantamento leva em consideração apenas o mês passado que marca a luta contra o câncer de mama com as atividades do Outubro Rosa. Os exames foram feitos por profissionais da rede nas unidades de saúde de referência nos bairros. Todo o material coletado é levado aos laboratórios conveniados. Com o resultado em mãos, os médicos dos postos de saúde fazem a avaliação com as pacientes.
Durante os 31 dias de outubro, as unidades de saúde ampliaram as ações de conscientização sobre o tema. Nas salas de espera e nos grupos educativos, palestras e orientações foram feitas. Entre as dicas, estava a de como fazer o autoexame das mamas que ajuda na identificação de possíveis nódulos.
As atividades também incluíam um espaço para conhecimentos. Lá, as moradoras puderam acompanhar relatos de pacientes que conseguiram superar a doença e vencer a batalha pela vida. As moradoras também participaram de atividades físicas e alongamento, práticas que colaboram para a melhor qualidade de vida.
Alunos dos cursos de Medicina e Enfermagem das Faculdades Integradas Padre Albino (Fipa) também colaboraram nas atividades. Para integrar as mulheres às ações, alguns postos de saúde ofereceram café da manhã e formaram grupos de beleza para o aumento na autoestima das usuárias.

Em nove meses 3 mil mamografias
Nos primeiros nove meses de 2017 foram 3.195 mamografias na rede pública de saúde. O número deste ano tem 129 registros a mais do que o visto no mesmo período do ano passado com 3.066 procedimentos.
Entre as pacientes estão mulheres na faixa etária dos 50 aos 69 anos. Elas fazem parte do grupo prioritário para o exame preventivo, conforme aponta a Organização Mundial de Saúde (OMS) e seguida pelo Ministério da Saúde.
Os dados divulgados pela Secretaria de Saúde de Catanduva englobam o encaminhamento médico e as consultas agendadas na cidade. Os diagnósticos são levados aos postinhos. No caso de alteração no resultado é feita busca ativa a paciente, além de orientações sobre as providências que devem ser tomadas.

Cíntia Souza
Da reportagem local