Cidades

Cachaça Catanduvense Do Engenho Do Santo Mário Tem Segredo De Sucesso

O Dia Nacional da Cachaça ou simplesmente Dia da Cachaça é celebrado em 13 de setembro. Esta é uma bebida com uma carga simbólica muito grande para a cultura e identidade brasileira. A criação do Dia Nacional da Cachaça foi uma iniciativa do Instituto Brasileiro da Cachaça (Ibrac), instituída em junho de 2009.
Em Catanduva, temos o Engenho Santo Mario que foi fundado em 1983 como fruto de um antigo sonho de Mario Seghese, filho de imigrantes italianos. De tradição artesanal e familiar, é reconhecido em todo o Brasil pela qualidade de sua cachaça, de sabor superior e consagrado por seus clientes.
Segundo o Mário Seghese Filho conta que seu pai achou uma ótima oportunidade de abrir o engenho em Catanduva e na época ele já sabia muito sobre o processo da cachaça. “Nós temos um segredo que é a correta higienização, padronização, o tipo de cana, fermentação e, além disso, usamos tudo que é regional, a produção fica mais perfeita e típica da região” explicou Mário.
Todo o processo de produção do Engenho é comprometido com o meio ambiente. A cana-de-açúcar, de variedade especial para a cachaça de alambique, é cultivada na própria fazenda com o uso de técnica não impactante ao solo. Cortada manualmente e despalhada na roça, segue crua para moagem no mesmo dia. A caldeira que aquece o alambique é alimentada pelo bagaço da própria cana, descartado o uso de madeira agressivo a nossas matas.
No Engenho, os visitantes podem adquirir a cachaça e licores caseiros lá produzidos, além de uma extensa linha de doces típicos do interior paulista. Na visita vale ainda à pena conhecer o Museu da Cachaça, anexo ao Engenho, com mais de 5000 garrafas da bebida e um pequeno acervo de antigüidades em exposição.

Ariane Pio
Da Reportagem Local