Início - Bombeiros fornecem dicas de segurança de como proceder em caso de enchentes
Cidades

Bombeiros fornecem dicas de segurança de como proceder em caso de enchentes

Neste mês de Dezembro inicia-se o período de verão , e com ele, o aumento do período das chuvas e as consequentes enchentes. As inundações provocadas por extravasamento de rios e córregos são um dos perigos mais comuns, segundo o Corpo de Bombeiros. Algumas inundações desenvolvem-se lentamente, enquanto outras acontecem em poucos minutos, por isso é bom ficar atento.
O Capitão e Comandante do Corpo de Bombeiros de Catanduva, José Luciano Val, deu algumas dicas de como evitar enchentes e possíveis problemas causados pelas chuvas. “Antes da época de chuvas, orientamos que mantenha calhas e ralos de residência limpos, não jogue lixo nas ruas porque eles são facilmente levados a bueiros e podem causar entupimento. É fundamental que se programe para colocar o lixo em horários próximos a coleta pública, nunca deixe nas sarjetas. Outra dica importante é procurar a prefeitura para saber se na residência está em área de risco. Não canalize águas de chuvas para a rede de esgoto, esta tubulação é dimensionada para esgoto e poderá ocorrer o retorno da água poluída para dentro da residência, a água da chuva deve ser canalizada e direcionada para a sarjeta”, comentou.
Também há orientações sobre como agir durante um temporal se estiver a pé ou dentro do carro. “Se a pessoa estiver a pé em local seguro, orientamos que não se aventure em correntezas ou inundações. A força das águas pode derrubar pessoas, basta uma altura de 15 cm de correnteza, podendo arrastar veículos ou outros objetos. É importante que o pedestre só ande pela enchente se for para sair de uma situação de risco e siga sempre pelo lado oposto a postes de energia, devido ao risco de descargas elétricas. Não ande pela rua, próximo a sarjetas porque há risco de cair em bueiros abertos ou erosões causados pela água. Para os motoristas orientamos que nunca enfrente a inundação, o limite da altura da água é a do escapamento do carro ou motocicleta. Caso seja surpreendido por um grande alagamento, abandone o veículo e vá para um local seguro. Durante temporais é muito comum a queda de árvores, por isso, orientamos que não estacione embaixo delas. É vital que evite passar por pontes ou passarelas improvisadas onde a água apresenta risco de arrasta-las”, detalhou.
Áreas de risco com sinais de desabamento ou deslizamentos de terra também exigem atenção. “Rachaduras nas paredes da residência, no chão do terreno ou nos barrancos, também janelas e portas que ficam emperradas após chuvas intensas exigem cuidados. Além de canos com água de chuva ou de esgoto, causando infiltração no terreno ou em encostas. Outro ponto importante é ficar atento aos pontos de drenagem se estão ou não entupidos, gerando acumulo de água em muros ou paredes. Condições como podem ser indicações de desabamento ou deslizamento, por isso é necessário a inspiração do responsável da Defesa Civil local. É imprescindível que não construa casa em encostas, barranco ou beira de rios e córregos”, finalizou.
Em caso de emergência durante um temporal, o Corpo de Bombeiros orienta que mantenha a calma, ligue 190 ou 193 e informe o endereço da emergência, com nome da cidade, rua, número e algum ponto de referência. É fundamental que confie e responda a todas as perguntas do atendente e só ligue nesses números em caso de emergência.

Myllaynne Lima
Da Reportagem Local