Cidades

Atletas De Catanduva São Campeões Na 5ª Etapa Da Superliga De Xadrez

Foi realizada no último sábado, dia 7 de setembro, a 5ª etapa da Superliga de Xadrez. O evento foi realizado no Centro Recreativo e Cultural Mauro de Moura – Inclusão Social, em Catanduva, e reuniu 169 enxadristas das cidades de Catanduva, Araçatuba, Barretos, Bauru, Franca, Itajobi, Mirassol, Santa Fé do Sul, São José do Rio Preto e São Sebastião do Paraíso (de Minas Gerais).
A delegação catanduvense marcou presença no torneio com 117 representantes, e contou com o apoio da Prefeitura de Catanduva, que forneceu transporte e alimentação aos alunos das escolas públicas do município. “Gostaria de agradecer à Secretaria de Educação, na figura da senhora Tânia Aparecida Ribeiro Fonseca; e também à Secretaria de Esportes, na pessoa da senhora Maria Rita Aguilar Araújo. Ambas as secretarias têm nos dado total apoio, o que tem proporcionado o desenvolvimento de centenas de enxadristas catanduvenses”, informou o presidente do CXC – Clube de Xadrez de Catanduva, Gleison Begalli.
Após seis rodadas, o time da cidade conquistou cinco títulos e seis vice-campeonatos. No torneio 1 (para jogadores até 12 anos de idade), os destaques foram Rubens Bottos Neto (Colégio Nossa Senhora do Calvário), que sagrou-se campeão sub-10 conquistando cinco vitórias e um empate; Laura Torres (Associação Lar da Criança – Projeto Viva Flor), campeã sub-feminina com 5 vitórias; e Samantha Garcia Revejes da Silva (Projeto Vila Engrácia), que ficou com o título na categoria sub-08 feminino após 4 triunfos.
Já no torneio 2, para jogadores acima de 12 anos, Breno D‘alkmin Pereira da Silva (Colégio Nossa Senhora do Calvário) foi o 1º colocado na sub-14 masculino com cinco vitórias. E o grande campeão do evento, categoria livre, foi o Professor José Antônio Souza Júnior (Colégio Nossa Senhora do Calvário), com 5 vitórias e 1 empate.
O presidente de honra do Clube de Xadrez, Antônio Celidôneo Ruette, esteve presente na cerimônia de abertura e ressaltou que “é com enorme satisfação que acompanho o pleno desenvolvimento da prática enxadrística em nosso município, essa arte maravilhosa desenvolve o intelecto de nossos jovens e é um duelo prazeroso de emoções e inteligências”.
Vale lembrar que o evento, ao final, arrecadou 40 kg de alimentos não perecíveis, que foram destinados ao Fundo Social de Solidariedade.

Da Reportagem Local