Cidades

Advogado é Nomeado Presidente da Comissão Estadual de Direito do Agronegócio

Na última segunda feira dia, dia 20 de Janeiro, ocorreu na cidade de São Paulo, na sede da OAB/SP uma solenidade de posse dos membros da Comissão Estadual de Direito do Agronegócio e Relações Agrárias da Seccional da OAB/SP, que tem na sua presidência o Dr. Marco Tulio Bastos Martani, de Catanduva e o primeiro Advogado da história da Subseção de Catanduva a presidir uma Comissão Estadual da OAB/SP.
“É uma honra muito grande como advogado catanduvense presidir uma comissão de importância como a do agronegócio que é o maior setor econômico do estado de São Paulo e do Brasil. Porém o mais importante é ressaltar o que a diretoria da seccional São Paulo tem feito pelo interior do estado, que hoje como eu, existem outros presidentes na comissão, na própria diretoria executiva existem pessoas do interior, do litoral, são membros de comissões. Só tem que exaltar a valorização que essa gestão da OAB/SP tem dado para os advogados do interior e do litoral, demonstrando a força da advocacia tanto do interior, como do litoral do estado”, destacou Marco Tulio Bastos Martani.
O evento contou com a presença do presidente da OAB/SP Dr. Caio Augusto Silva dos Santos, do ex-ministro da Agricultura Dr. Roberto Rodrigues, Dr. Cristian Lohauer e a Dra. Roberta Paffaro que promoveram debates sobre: “O futuro do Agronegócio Brasileiro face as incertezas da guerra comercial e os desafios climáticos.”
Durante as palestras foram relatadas as instabilidades geopolíticas, a crise climática e a guerra comercial envolvendo Estados Unidos e China e até que ponto esses fatos podem impactar o agronegócio no Brasil.
“Foi uma noite muito produtiva, tudo no intuito de influenciar no conhecimento técnico de todos os advogados presentes”, finalizou o Dr. Marco Tulio.

Objetivos da comissão
A comissão é composta por excelentes advogados militantes nas áreas do direito do agronegócio e do direito agrário, e tem por objetivo nesta gestão implementar medidas que auxiliem na formação técnica dos advogados do estado de São Paulo que tenham interesse em militar nestas áreas jurídicas. A comissão também irá promover discussões sobre temas que contribuam para o aumento da segurança jurídica, que hoje esta fragilizada por diversas lacunas, e é por isso que pretende estreitar ainda mais as relações com outras Associações, Federações, Confederações, Sindicatos ligados ao agro, também com os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, bem como com outras Seccionais da federação e OAB Federal, pois somente desta forma envolvidos diretamente nas questões de relevância para o agronegócio a comissão terá condições de contribuir com o progresso do maior setor econômico do estado de São Paulo e do Brasil.

Myllaynne Lima
Da Reportagem Local