Cidades

A Importância Da Calibragem Adequada Dos Pneus

Muitos acidentes de trânsito são ocasionados pelo fato de os pneus estarem com a pressão do ar muito abaixo do ideal. Por isso, é fundamental realizar periodicamente a calibragem adequada nos pneus do seu veículo.
A calibragem correta dos pneus ajuda o carro a suportar a carga e a velocidade máxima atingida pelo veículo. Os pneus calibrados também permitem a economia da energia mecânica do motor. Se o carro estiver com a calibragem 20% menor que a estipulada, ele fatalmente gastará cerca de 2% a 4% a mais de combustível. Quando a pressão dos pneus está muito baixa é possível perceber na rotação do volante numa manobra, por exemplo, que ele fica mais enrijecido, isto é, você tem que fazer mais força para esterçar as rodas.
Alguns fabricantes indicam a verificação da calibragem a cada 15 dias, mas essa é uma periodicidade bem relativa, que depende do uso do carro e o cenário que se encontra. Por exemplo, se o veículo já rodou mais de três quilômetros, os pneus já são considerados quentes para calibragem. Neste caso, segundo os manuais, você deverá calibrar com 5 PSI acima da pressão indicada a pneus que se encontram frios. Caso já possua o hábito de calibrar semanalmente, o mais indicado é que o faça logo pela manhã sem antes ter rodado com veículo, para que os pneus não estejam quentes.
O mecânico Osvaldo Silva orienta que o simples ato de realizar a calibragem dos pneus regularmente já ajuda a economizar e evitar uma série de problemas. “ Calibrar os pneus pelo menos a cada 15 dias é uma garantia que você vai ter mais segurança, que seus pneus vão durar mais e que você conseguirá economizar mais com combustível. Tudo é uma questão de hábito, é só se programar e não se esquecer”.
Outro ponto que os motoristas devem tomar cuidado é em relação ao excesso de calibragem. O excesso de pressão também altera a área de contato com o solo, gerando desgaste acelerado, principalmente na região central do pneu. Um pneu com alta pressão fica enfraquecido, mais suscetível a cortes e impactos, além de prejudicar o conforto ao dirigir, pois a pressão é superior àquela para a qual ele foi projetado.

Ariane Pio
Da Reportagem Local