Cidades Política e Economia

“A Austeridade Chegou Quando Eu Assumi em 1º de Janeiro de 2019”, Diz Pereira

Divulgação

“A austeridade chegou quando eu assumi em 1º de janeiro de 2019, o que culminou com a devolução de R$ 5.174.890,21. Mais austeridade que isso é quase impossível. Eu devolvi mais de R$ 5 milhões e vou devolver mais de R$ 5 milhões neste ano. Essa austeridade que fala que é chegada a hora já ocorre há mais de um ano”, a frase é do presidente da Câmara de Catanduva, Luis Pereira rebatendo a carta do ex-prefeito Afonso Macchione Neto na qual solicita aos candidatos e população a cobrança por redução no valor do orçamento que é repassado ao Legislativo municipal.
Pereira ressalta ainda que neste início do ano, a Câmara devolveu antecipadamente R$ 500 mil para a compra de cestas básicas e máscaras para a população carente. “Serão 09 mil cestas para serem entregues para a população que mais precisa”.
Para o Chefe do Legislativo, inserir um orçamento menor para a Casa de Leis não seria uma boa alternativa. “O interessante é que o presidente tenha a mesma austeridade que eu estou tendo e no final, a Câmara tenha para socorrer. Pode ser que não seja na área da saúde, pode ser que não seja na educação. É interessante que fique esse valor, porque devolver, temos de devolver e acudir no que mais necessita”.
Pereira relembrou ainda a situação do cartão alimentação dos servidores, valores retroativos de 2015 que não foram pagos. “Ficou acertado que seria devolvido para pagar o cartão alimentação dos funcionários. Eles ficaram ansiosos para receber, o que daria em torno de R$ 4,8 milhões. Mas infelizmente os funcionários foram ludibriados. Mas austeridade nós temos e estamos um ano luz do que estão manifestando agora”, finalizou o chefe do Legislativo.

Karla Konda
Editora Chefe