Início - A advocacia moderna e o papel do controller jurídico

A advocacia moderna e o papel do controller jurídico

A controladoria jurídica é um departamento que atua dando suporte ao setor técnico do departamento jurídico, fazendo o controle de diversas atividades e padronizando procedimentos que deverão ser cumpridos pela equipe na utilização do software interno. Assume ainda o papel de departamento de qualidade, pois através de relatórios, apresentará resultados periódicos, fará avaliação se a divisão de processos entre os advogados responsáveis está equilibrada, se o resultado está atingindo a qualidade projetada, dentre outros.
A controladoria jurídica não representa a burocratização das atividades, a sua finalidade é atuar no gerenciamento dos prazos, cumprimentos de determinações legais e operacionalização dos trabalhos administrativos. Para que a atuação do departamento de controladoria jurídica tenha êxito, será indispensável um software de gestão que esteja de acordo com o projeto determinado.
O software permitirá acompanhar os prazos processuais, audiências, agendamento de compromissos e eventos por agenda virtual, sendo exibidos pelo sistema diariamente, evitando eventuais perdas de datas. Também irá gerar relatórios precisos relacionados aos indicadores de produtividade, acompanhamentos processuais de clientes e gestão financeira da empresa. Trata-se de setor indispensável para alcançar um nível elevado de qualidade, eficiência e excelência nos serviços prestados.
O “controller jurídico” é um profissional que irá atuar em multitarefas, pois exercerá diversas atividades de gestão, interagindo com as equipes dos departamentos jurídicos, TI e financeiro. Atuará como o guardião do sistema de gestão (software).
Terá a função de registrar prazos, gerir agendas, fiscalizar o cumprimento das determinações legais e monitorar atividades que serão desempenhadas pelo time de advogados.
A este profissional também competirá o treinamento das equipes, realizará análise de desempenho e apresentará feedback dos profissionais. Deverá elaborar relatórios de resultados e apoio de decisões estratégicas.
O profissional de controladoria deve manter-se atualizado com os avanços tecnológicos, para executar suas atividades com eficiência, gerir com competência o software, apoiar a equipe de advogados, de forma que estes possam se concentrar exclusivamente na parte técnica.
A vantagem que se destaca na instauração da controladoria jurídica é a eficiência e a produtividade. A lucratividade será consequente com o aumento da produtividade dos advogados nas áreas técnicas. A diminuição de riscos internos com o gerenciamento das informações, controle rigoroso de prazos e audiências, alimentação e atualização do banco de dados, permitindo a identificação de riscos de aspectos operacionais, gerenciais e estratégicos.
E a conquista que pode ser considerada uma das mais importantes será a fidelização de clientes, por ofertar segurança na prestação dos serviços contratados, garantindo acesso facilitado às informações, a percepção do controle rigoroso dos prazos e audiências, gerando assim elevada credibilidade.
A advocacia moderna vem sofrendo mudanças tecnológicas, com uma grande necessidade de adaptação. A controladoria jurídica é o departamento da era digital, oferecendo suporte ao setor técnico, reduzindo custos por erros evitáveis, dando segurança e evidenciando uma estrutura organizada e moderna.

Luzia Neves de Azevedo
advogada. Pós-graduada em Direito Processual Cível pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Pós-graduada em Direito Empresarial pela Escola Superior da Advocacia. Pós-graduada em Direito do Trabalho e Processual do Trabalho pela Escola Paulista de Direito. Atuou por mais de seis anos no Sindicato dos Lojistas do Comércio de
São Paulo.

*ARTIGOS ASSINADOS NÃO REFLETEM A OPINIÃO DO JORNAL O REGIONAL

%d blogueiros gostam disto: