Cidades

908 Atendimentos São Realizados em Horário Estendido de Postos de Saúde

Entre maio e agosto deste ano, o funcionamento das unidades de saúde em horário estendido já contabiliza 908 atendimentos à população. O balanço, de acordo com informações da Prefeitura, é referente às atividades no terceiro turno que contempla o período noturno, com as unidades de portas abertas até 20h00. Em horário regular, os postinhos ficam abertos das 7h00 às 17h00.
“Inicialmente, tiveram o expediente ampliado, em um dia da semana, as unidades do Nosso teto, Solo Sagrado, Gavioli e Flamingo. Desde a semana passada, o postinho do Nova Catanduva também passou a funcionar até às 20 horas, toda quarta-feira. De acordo com levantamento da Secretaria Municipal de Saúde, do total de atendimentos realizados no período estendido, 55% foram consultadas médicas, 28% consultas odontológicas e 17% consultas de enfermagem. As estatísticas apontam que foram feitos 882 procedimentos dentro do horário ampliado de atendimento. A maior procura foi relacionada à dispensação de medicamentos, 475 no total. Além de 141 aplicações de vacinas, 86 curativos, 63 coletas de papanicolau, 52 administrações de medicamentos, entre outros procedimentos como Teste Rápido (sífilis, HIV e hepatite) e inalação”, reforça a nota oficial da Prefeitura sobre a ação.
Este acompanhamento mostra o perfil dos pacientes no período noturno, e a maioria deles (81%) tem entre 18 e 59 anos, sendo 54% mulheres e 46% homens. O dado evidencia a ampliação do acesso do público masculino. Isso, porque o número de usuários que procuram o serviço de saúde no horário tradicional é consideravelmente inferior, algo em torno de 30%.
“A equipe técnica avalia de forma positiva a implantação do projeto, sobretudo com a efetiva ampliação do acesso da população que trabalha, assim como o público do sexo masculino”, informou o Secretário de Saúde, Ronaldo Carlos Gonçalves Júnior.

Faltas
“As faltas, problema recorrente no horário convencional das unidades de saúde, também atinge o horário estendido. Conforme os índices, são aproximadamente 20% de ausências a consultas agendadas no período noturno. A orientação é que o munícipe comunique a ausência à unidade para melhor aproveitamento da reserva”, finaliza a informação, servindo de aviso aos usuários.

Da Reportagem Local