Início - 1ª Dia de Atendimento Presencial Atrai Número Expressivo de Consumidores

1ª Dia de Atendimento Presencial Atrai Número Expressivo de Consumidores

O Regional

Começou ontem o novo modelo traçado pelo Plano São Paulo, de flexibilização da quarentena e possível retomada da economia. Em Catanduva, diante de novas determinações municipais e estaduais, setores como comércio, serviços e shopping podem agora abrir suas portas para o atendimento presencial e dentro do estabelecimento por quatro horas. O Regional foi conferir o primeiro dia no centro de Catanduva como foi o movimento e a opinião de lojistas e clientes. Andando pelas ruas foi constatado, o movimento intenso de consumidores.
Segundo a vendedora de uma loja de roupas, Fatima Guedes, o trabalho dela começou desde 9h, mas no sistema Drive-thru, já depois das 13h, horário estipulado pela Prefeitura, a loja teve a abertura para o que os clientes pudessem entrar, seguindo as regras de segurança como uso de máscara e álcool em gel disponibilizado pela loja no balcão, além do distanciamento de pessoas.
Para a vendedora a expectativa é boa com este sistema, pois o cliente prefere estar pessoalmente conferindo as novidades que a loja tem, principalmente agora que o momento favorece como o inverno e a chegada do dia dos namorados.
Para o proprietário da loja, essa maneira terá gradativamente um aumento nas vendas, mas ainda lamenta as perdas durante a quarentena rígida dos últimos três meses. O movimento de clientes foi bem agitado mesmo sendo primeiro dia do mês. A maioria deles estava a procura de comprar roupas de inverno ou indo a loja para negociar parcelas atrasadas. Para Ana Maria Silva, cliente de uma loja de eletromóveis, ela acredita que as pessoas estão com medo de gastar e se endividar, pois assim como ela teve que renegociar a dívida, pois o filho que a ajuda com as despesas de casa perdeu o emprego em meio a pandemia. “No momento estou vindo para o centro, nas lojas que tenho conta para ver o que elas podem fazer para renegociar as parcelas atrasadas, não quero gastar até não pagar tudo”.
Outra cliente em loja de roupas infantis contou que prefere o método dessa fase, pois a maneira drive-thru não correspondia às expectativas e se irritava muito em não poder entrar na loja e ver o material, qualidade e preço das peças de roupas. “Como estamos nessa crise econômica temos que vasculhar, ir em várias lojas para ver preço e como é a roupa. Outra coisa que passei bastante raiva que algumas lojas não levava as roupas para poder ver sem ter um cadastro na loja com presença física, mas era impossível já que não podiam abrir a loja para clientes entrarem. Com esse sistema, já posso comprar as roupas de frio para meus filhos”.
Vale ressaltar que a quarentena continua em vigor em todo o território paulista até dia 15, com diretrizes específicas para cada uma das fases do planejamento que permite o retorno gradual e seguro da atividade econômica. As normas padronizam níveis de distanciamento social, higiene pessoal, limpeza e higienização de ambientes, comunicação e monitoramento das condições de saúde de trabalhadores e estão disponíveis no site www.saopaulo.sp.gov.br/coronavirus/planosp.

Ariane Pio
Da Reportagem Local

%d blogueiros gostam disto: